"Ora, em trinta anos de independência, a África ainda não procedeu ao inventário dos seus valores tradicionais objectivamente dinâmicos, que poderiam, não apenas constituir alicerces sólidos de políticas de desenvolvimento coerentes, mas também servir para minimizar os efeitos perversos da dominação exterior”

Axelle Kabou Camarões (1955)

 

"Desejaria acender uma vela e colocá-la no topo do monte Kilimanjaro, para que iluminasse até mais além de nossas fronteiras, dando esperança aos que estão desesperançados, pondo amor onde há ódio e dignidade onde há humilhação."

Julius Nyerere, Tanzânia 

 

"A luz selvagem do Sol resplandecerá novamente sobre nós, enxugará as lágrimas e as nossas feições achincalhadas. Quando romperem estes grilhões, estas pesadas correntes, dispersar-se-á para sempre o tempo da crueldade, da maldade. Orgulhoso, o livre Congo se levantará da terra negra."

Patrice Lumumba, RD - Congo (1925 - 1961) 

 

"Para participar na revolução africana não basta escrever uma canção revolucionária, é preciso forjar a revolução junto com o povo. E se nós a forjarmos junto com o povo, as canções surgirão por si mesmas e delas mesmas."

Ahmed Sekou Touré, Guiné Conacry 

 

"Eu sou Negro. E sou bonito." 

Marcus Garvey Jamaica (1887 – 1940)

 

"Qualquer humanismo significativo deve começar a partir do igualitarismo e deve conduzir as políticas objectivamente escolhidas para a protecção e manutenção do igualitarismo." 

Kwame Nkrumah (1972 – 1909)

 

"A comunocracia é patente nos povos de África"

S. Anta Diop (1923 – 1986)

 

"A luta pela descolonização da África, não é uma luta armada, é uma luta cultural"

A. Cabral (1924 - 1973)

 

"Não basta que seja pura e justa a nossa causa. É necessário que a pureza e a justiça existam dentro nós"

Agostinho Neto (1922 —1979) 

 

"A razão é helena, a emoção é negra" 

Aimé Fernand David Césaire (1913- 2008) 

 

"Somos todos iguais. O branco que der uma chapada a um homem negro, este merece duas vezes mais"

W. Eduard B. Dubois (1868-1963)

 

"A consciência é uma actividade transcendente"

F. Fanon (1925 –1961) 

 

"Não se mundializa (globaliza) inocentemente" 

Joseph Ki-zerbo (1922 — 2006) 

 

"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar"

Nelson Mandela

 

"Deus está em todas as culturas, em todas as civilizações, especialmente nas pessoas" 

Jonh Mbiti (82 anos) 

 

"No centro da crença de Romano encontra-se a universalidade da lei de Deus. Ao mesmo tempo ele espera ultrapassar a presença de Satanás no campo do cristianismo africano para promover a essência da verdade" 

V.Y. Mudimbe (1941) 

 

" Para desmistificar o futuro, você precisa desmistificar a história"

Severino Ngoenha - Maputu (1962 - vive até hoje)

 

"Todos os homens tem a capacidade de amar, fruto da sensibilidade escondido no seio do orgulho"

Chimamanda Ngozi Adiche - Nigéria (1977)

 

"Existe uma forma típica de pensar acerca do homem, na filosofia bantu" 

Placide Frans Tempels (1906-1977)

 

"O Egito antigo faz parte integrante da história da cultura africana. Para nós, ele desempenha mais ou menos o mesmo papel que a Grécia e Roma desempenham para o Ocidente. Isso é uma evidência conhecida desde os trabalhos de Victor Schoelcher, Cheikh Anta Diop e Théophile Obenga" 

N´kolo Foé (2013, p. 197)

  

"O desgaste do sentido ético foi de uma amplitude que nem o próprio colonialismo pudera alcançar. O desvio dos bens subsidiados pelo Estado e o seu escoamento nos mercados paralelos suscitou situações nas quais já não existe qualquer ligação racional entre o trabalho, salário e os rendimentos. A subversão dos valores é tal que aqueles que trabalham mais são os que menos auferem "

J. Achille Mbembe (1957) 

 

"Nada nasce bruscamente na história social e cultural dos homens. Longos períodos preparatórios são sempre necessário"

Theophillé Obenga (1936)