СНПЧ А7 Омск, обзоры принтеров и МФУ

 

Objetivo: Lançar uma proposta construtivista de deliberação e participação dos alunos em todos os processos que estão inseridos sejam eles morais, educacionais, políticos ou sociais para assim se identificarem através da reflexão filosófica proposta fazendo um exercício intelectual e aceitando o desafio de transformação.

 

 

 

Tópicos:

 

 

 

  1. Contexto Filosófico

 

 

 

    1. – Panorama geral das noções de dever.

    2. Determinar em que ponto essa noção assume diversas características

    3. O dever quando está para seu fim ou quando está em si mesmo.

 

 

 

Problematização:

 

 

 

    1. Utilizar a biografia/ bibliografia Kant para a incentivação da turma.

    2. Levar os alunos a compreender sob quais circunstâncias surgiu a obrigação moral

    3. Posição kantiana (Razão), posição positivista (sociedade) e posição teológica (Deus).

 

 

 

  1. – A moral formal em Kant

 

 

 

    1. – O porque de ser formal?

    2. Os imperativos categóricos

    3. Distinção entre ações morais e não morais

 

 

 

Problematização:

 

 

 

  1. Fator considerado é a intenção

  2. Nossas inclinações gerando imperativos hipotéticos

 

 

 

  1. – Exemplificação:

 

 

 

    1. – Levar os alunos a compreenderem através de exemplos, os conceitos demonstrados de forma abstrata na explicação em sala de aula.

 

 

 

Problematização:

 

 

 

  1. Propor aos alunos uma tarefa na qual eles vão através de sua próprias experiências relatar em forma de uma redação discursiva diferenciando as suas últimas ações práticas em éticas e não éticas.

 

 

 

Bibliografia:

 

 

 

1 – KANT, I. Fundamentação da Metafísica dos Costumes.

 

2 – JOLIVET, R. Curso de Filosofia.