Imprimir 
СНПЧ А7 Омск, обзоры принтеров и МФУ

 

 

Explicação teórica e fracionada do discurso ideológico dominante a partir do enfoque filosófico.

 

 

Os variados exemplos do modo de atuação da Ideologia no contexto social.

 

 

O processo de velamento dos discursos ideológico como lógica de imposição e ocultação.

 

 

A ideologia na formação da estrutura do sistema de ensino.

 

 

 

O currículo como instrumento potencial para a reprodução da ideologia no processo de ensino-aprendizagem.

 

 

 

PROBLEMATIZAÇÃO

 

 

Quais as transformações conceituais do termo ideologia a partir das diferentes noções filosóficas?

 

 

 

 

Qual o caráter constitutivo da ideologia?

 

 

 

 

Porque é própria da ideologia a promoção e/ou venda de idéias?

 

 

 

Porque os discursos ideológicos conseguem camuflar o real de maneira quase insuspeitável?

 

 

 

Quais pressupostos ideológicos (teóricos e práticos) vêm estruturando a unidade da escola ao longo dos tempos?

 

 

 

 

a) A forma da organização curricular é neutra ou implica relações de força e poder?

 

 

 

Formação curricular x mercado de trabalho.

 

 

Ideologia como pano de fundo da construção do real.

 

 

 

 

 

O contra discurso ideológico, uma possibilidade de reflexão crítica do pensar filosófico.

 

 

 

Pensar filosófico, Reflexão crítica do real, Diferença e Liberdade.

 

 

 

b) Os critérios de validação e legitimação da formação curricular são unilaterais ou relativos?

 

 

c) Como a organização do currículo embasa a formação de uma cultura ideológica?

 

 

d) A quais interesses atende a formação estrutural do currículo?

 

 

 

 

Podemos localizar os discursos ideológicos dominantes no modo como a escola promove a conciliação entre formação educacional e formação para o mercado de trabalho?

 

 

Há possibilidades de “escape” ao mecanismo ardiloso, velado e quase incontestável da ideologia dominante nos âmbitos social e educacional?

 

 

 

Porque pensar e agir filosóficos ensejam a mostração da gênese ou a origem do processo ideológico?

 

 

 

 

a)Se a reflexão filosófica pode ensejar a construção de uma percepção mais esclarecida e crítica do real, como podemos integrar teoria (análise crítica reflexiva) à prática (cotidiano social e educacional)?

 

 

 

b)Porque a compreensão do processo de inauguração e manutenção da ideologia dominante pode proporcionar um novo olhar sobre a escola e o homem? E qual a influência desse olhar em nossas práticas cotidianas?