“Eu sou o Deus do Falso e nada em mim é verdadeiro”

Nietzsche (Zaratrusta)

Segundo o dicionário de Mitologia Mephisto é um demônio e é ele quem regula a terra extradimensional dos mortos, às vezes chamada de "Inferno" ou "Hades." Mephisto é freqüentemente confundido com a versão bíblica de Satã. Acredita-se que o Mephisto e muitos outros "Senhores do Inferno" foram criados da concentração de energia negativa deixada no lago do esquecimento.O filme adapta a história de Mefistófeles e Fausto ao contar a história de Hendrik Höfgen, que abandona sua consciência e continua a atuar e a se aproximar do Partido Nazista, mantendo assim seu emprego e ascendendo socialmente.

O filme se apresenta num cenário histórico da segunda Guerra Mundial  Onde foi um conflito militar global que durou de 1939 a 1945, envolvendo a maioria das nações do mundo – incluindo todas as grandes potências – organizadas em duas alianças militares opostas: os Aliados e o Eixo. Foi a guerra mais abrangente da história, com mais de 100 milhões de militares mobilizados. Em estado de "guerra total", os principais envolvidos dedicaram toda sua capacidade econômica, industrial e científica a serviço dos esforços de guerra, deixando de lado a distinção entre recursos civis e militares. Marcado por um significante ataque contra civis, incluindo o Holocausto1 e o única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais fatal da história da humanidade, com mais de setenta milhões de mortos.

Sobre algumas questões históricas o nazismo fortalecia-se rapidamente na Alemanha. Hitler precisava do apoio de Reichswehr para realizar o rearmamento alemão, mas a maioria dos generais mantivera-se até então numa atitude de expectativa em relação ao novo governo. A pretensão da SA, manifestada por seus chefes em múltiplas ocasiões, de se transformarem em exército nacional, horrorizava os militares profissionais, educados na Escola Von Seeckt. Parecia-lhes um absurdo entregar aquela pequena, mas eficientíssima máquina, que era Reichswehr, nas mãos dos turbulentos "camisas pardas", acostumados apenas a combates de rua. Hitler inclinava-se a dar razão aos generais, o que vinha contra os interesses dos membros da SA mais radicais. Em alguns círculos da milícia nazista, já se falava na necessidade de uma segunda revolução que restituísse ao Partido o ímpeto inicial.

O historiador Eric Hobsbawn considera, de maneira figurada, o século XX como o período entre a eclosão da Primeira Guerra Mundial, onde a própria Alemanha possui grande interesse pelo universo das artes e do teatro, configurado na figura de Hitler chamando esse período de Era dos Extremos.

Sobre a construção simbólica do personagem e suas caricaturas sociais, este mesmo homem é um ambicioso ator que não se interessa por política, se dedicando somente à sua carreira. Porém, quando os nazistas começam a tomar o poder, ele aproveita a oportunidade para interpretar peças de propaganda nazista para o Reich, e logo acaba se transformando no mais popular ator da Alemanha. Consumido pela fama, essa mesma fama se faz pelo apoio do governo.

O tempo todo o filme vai dialogando com o cenário histórico e coloca que em cheque a construção do caráter do ator que num determinado momento percebe os verdadeiros interesses do sistema que vai delimitando sua relação de poder. Percebi também como a Alemanha através das artes processou elementos fundamentais na construção de uma identidade utilizando um imaginário social.

1 Devemos compreender como um processo histórico e sem personificação.