INTRODUÇÃO

 

 

 

Proposta de trazer de discursos diversas como moral, ética, eterno retorno, podemos pisar na mesma água do rio, o que faria na eternidade, se pudesse viver novamente um dia, o que faria diferente. O filme escolhido é rico em temas a serem abordados, fiquei encantado com a sugestão do filme. O feitiço do tempo traz profunda reflexões filosóficas, que aborda nosso sentimento mais profundo, nossas vontades de fazer de novo, de tentar mais uma vez, de ser imortal, de ter o controle.

 

 

 

O feitiço do tempo, originalmente Groundhog Day, é uma excelente opção para o ensino médio.

 

 

 

 

 

 

 

OBRA CINEMATOGRÁFICA

 

 

 

Ficha Técnica

 

» Direção: Harold Ramis

 

» Roteiro:

 

» Gênero: Comédia/Fantasia/Romance

 

» Origem: Estados Unidos

 

» Duração: 101 minutos

 

» Tipo: Longa

 

 

 

 

 

 

 

Elenco

 

 

 

Amy Murdoch - Buster's Daughter

 

Andie MacDowell - Rita

 

Angela Dezen - Piano Student (as Angela Gollan)

 

Angela Paton - Mrs. Lancaster

 

Ann Heekin - Flat Tire Lady

 

Barbara Ann Grimes - Flat Tire Lady

 

Ben A. Fish - Bassist

 

Ben Zwick - 'Jeopardy!' Viewer

 

Brenda Pickleman - Buster's Wife

 

Brian Doyl - urray - Buster Green

 

Brian Willig - Saxophonist

 

C.O. Erickson - Herman, Bank Guard (as Doc Erickson)

 

Carol Bivins - Anchorwoman

 

Chet Dubowski - Felix, Bank Guard

 

Chris Elliott - Larry

 

David Pasquesi - Psychiatrist

 

Dianne B. Shaw - E.R. Nurse

 

Don Riozz McNichols - Drummer

 

Douglas Blakeslee - Man with Snow Shovel (uncredited)

 

Eric Saiet - Buster's Son

 

Evangeline Binkley - 'Jeopardy!' Viewer

 

Grady Hutt - (uncredited)

 

Harold Ramis - Neurologist

 

Hynden Walch - Debbie Kleiser (as Hynden Walsh)

 

John M. Watson Sr. - Bartender (as John Watson Sr.)

 

Ken Hudson Campbell - Man in Hallway

 

Lee R. Sellars - Cop

 

Leighanne O'Neil - Fan on Street

 

Les Podewell - Old Man

 

Leslie Frates - Herself - 'Jeopardy!' Contestant (uncredited)

 

Lindsay Albert - Woman with Cigarette (as Lindsay Reinsch)

 

Lucina Paquet - Flat Tire Lady

 

Marita Geraghty - Nancy Taylor

 

Martha Webster - Alice, Waitress

 

Michael Shannon - Fred Kleiser

 

Peggy Roeder - Piano Teacher

 

Regina Prokop - Polka Dancer (uncredited)

 

Richard Henzel - DJ (voice)

 

Rick Ducommun - Gus

 

Rick Overton - Ralph

 

Rob Riley - DJ (voice)

 

Robin Duke - Doris, the Waitress

 

Rod Sell - Groundhog Official

 

Roger Adler - Guitarist

 

Samuel Mages - 'Jeopardy!' Viewer

 

Sandy Maschmeyer - Phil's Movie Date

 

Scooter - The Groundhog

 

Shaun Chaiyabhat - Boy in Tree

 

Simon Harvey - News Reporter (uncredited)

 

Stephen Tobolowsky - Ned Ryerson

 

Timothy Hendrickson - Bill, Waiter

 

Tom Milanovich - State Trooper

 

Tony DeGuide - Reporter (uncredited)

 

Willie Garson - Kenny

 

Bill Murray - Phil Connors

 

 

 

 

 

 

 

Sinopse

 

 

 

 

 

Um repórter que cobre o clima (Bill Murray) é enviado para uma pequena cidade para cobrir uma festa local. Isso acontece há anos, e ele não esconde sua frustração com tal serviço. Mas algo mágico acontece: os dias estão se repetindo, sempre que ele acorda no hotel é o mesmo dia da festa. Agora somente mudando seu caráter é que ele terá chance de seguir em frente na vida. Antes disso, claro, ele aproveita a situação a seu favor, mas logo descobre o amor com sua colega de trabalho, para quem sempre foi mal humorado.

 

OBRA FILOSÓFICO

 

 

 

O primeiro passo é sempre o mais importante

 

(Frase dita duas vezes durante o filme)

 

 

 

O filme Feitiço do Tempo, nome original Groundhog day, ou "dia da marmota" no título original, com Bill Murray. É uma comédia de primeira, com muito humor. Conta a história de Phil (Murray), um cara arrogante que fica preso em um dia em particular, onde ele tem de reviver infinitamente, e onde as coisas ocorrem da mesma forma a menos que ele interfira nos acontecimentos.

 

 

 

Quando descobre que está preso no mesmo dia. Na mesma hora. O personagem sobrevém a negação, o desespero. Depois percebe o poder que tem em mãos. A partir daí ele procura se divertir, pensa até em ser uma espécie de deus de imortal. Já que está preso no tempo, até suas tentativas de morte são frustrante. Partes do filme onde o personagem aprende musica, escultura, e obtém informações privigeliadas sobre cada pessoa. Tentando tirar proveito das situações. Depois de frustrações com a produtora, de tentar manipular situações que não estão ao seu controle. Exemplo é a vida de um mendigo que iria morrer, outra tentativa frustrante de salva-lo. Qual seria a chave para acorda no dia seguinte?

 

 

 

Nosso protagonista passa parte dos seus dias repetitivos vivendo a vida como deseja, pensa que se está preso naquela situação, então o jeito é aproveitar. Podemos fazer uma analogia com pessoas que acham que a vida é para ser aproveitada desta forma, com o máximo de diversão e o mínimo de responsabilidade.

 

 

 

o permite sair da prisão do tempo e continuar a vida diz respeito aos relacionamentos. Ele começa o filme com uma personalidade arrogante e mesquinha e termina carismático e caloroso com todos.

 

No final de filme, nosso personagem passa a agir, ajudando outras pessoas, e essa nova peça encanta sua amada.

 

Tudo o que se planta, se colhe, tanto as más quanto as boas ações. Todas as pessoas que ele ajudou aparecem no baile e o agradecem efusivamente. A produtora passa a conhecer mais sobre o Phil através do que ele fez para aquelas pessoas, mais eficiente que qualquer tentativa que ele tentou anteriormente de impressiona-la.

 

Ele a conquista, enfim. Mas está tão cansado que acaba dormindo nos braços dela.

 

Só quando ele irradiou o amor desinteressado por outras pessoas ele recebeu o amor de volta. Sendo assim o fim daquele ciclo de aprendizado e o início de novas experiências.

 

 

 

 

 

A mudança de atitude do protagonista(Phil Connors), enquanto ele não adotar uma atitude positiva, fazendo “as coisas certas”, a vida não continua.

 

 

 

 

 

ADAPTAÇÃO PARA O ENSINO MÉDIO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Feitiço do tempo" e o eterno retorno

 

 

 

A teoria do eterno retorno, é um repórter que fica preso eternamente no "dia da marmota", um dia em uma cidadezinha do interior, pacata e sem nenhum atrativo. O filme catalogado como uma comédia romântica, tem como fio condutor a teoria do eterno retorno. Ressaltar os jogos e as mil e uma possibilidades que se originam no tempo limitado, a idade do repórter, a duração da noticia, "o dia da marmota" o tempo do relógio, mostram as diversas perspectivas do tempo.

 

Uma ótima abordagem para o ensino médio é propor aos alunos questões do tipo, se pudesse voltar no dia o que você faria para muda-lo? Nosso protagonista brinca no filme dizendo que poderia ficar preso no melhor dia de sua vida, mais não ficou preso no pior dia, no pior lugar. Onde ele não queria está. E ao longo do filme muda de idéia. E muda de postura.

 

Outro exemplo são dois bêbados que dizem sentir que o dia deles são sempre os mesmos, monótonos.

 

O Filme é rico em temas filosóficos, o filme pode propor trabalhos sobre o tempo. Sobre a felicidade, sobre viver bem, não apenas viver um dia, mais vive-lo bem. Até onde podemos mudar nossas ações, para viver bem, como devemos aproveitar nosso tempo.

 

O conceito de tempo entre os filósofos:

 

 

 

A natureza do tempo tem sido um dos maiores problemas filosóficos desde a antiguidade: a passagem do tempo, a forma como ele flúi, a linearidade do tempo, etc.

 

Para Parmênides que defendia o ponto de vista de que todas as transformações que observamos no mundo físico resultam da nossa percepção. A realidade para Parmênides seria ao mesmo tempo indivisível e destituída do conceito de tempo.

 

Platão afirmou que o tempo nasceu quando um ser divino colocou ordem e no caos. O tempo tem portanto de acordo com Platão, uma origem cosmológica.

 

Platão procura estabelecer a distinção entre o "ser'' e o "não ser''. O mundo do "ser'' é fundamental e não está sujeito a mutações. Ele é, portanto, eternamente o mesmo. Este mundo, entretanto, é o mundo das idéias, apreensível apenas pela inteligência e pode ser entendido utilizando-se a razão. O mundo do "não ser'' faz parte as sensações, que são irracionais, porque dependem essencialmente de cada pessoa. Para Platão este mundo é irreal.

 

O domínio do tempo estaria nesse segundo mundo, assim como tudo o que se observa no universo físico, tendo assim uma importância menor. Talvez possa ser dito que para Platão o tempo essencialmente não existe, uma vez que faz parte do mundo das sensações.

 

A questão da realidade do tempo levou vários filósofos a elaborarem idéias a respeito da mesma. Para Kant , por exemplo, o tempo, apesar de ser essencial como parte da nossa experiência, é destituído de realidade: "tempo não é algo objetivo. Não é uma substância, nem um acidente, nem uma relação, mas uma condição subjetiva, necessariamente devida à natureza da mente humana.''

 

 

 

Uma versão do filme de Nietzsche: ele propõe a eterna recorrência para nos levar a refletir sobre como seria ter que viver nossas vidas outras e outras vezes. Se você acha a idéia insuportável, então isso mostra uma coisa - que você está amarrado à "mentalidade de escravo". Mas se você "não deseja coisa alguma mais ardentemente" então, parabéns: você se tornou um "super-homem"

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BIBLIOGRAFIA

 

 

 

 

 

- Nivaldo de Carvalho em "A filosofia Medieval, o Renascimento e a Filosofia Moderna"; texto para a disciplina de Filosofia para o segundo grau da Escola Vera Cruz, São Paulo (1997).

 

 

 

- Filosofando - Introdução à Filosofia - Lucia De Arruda Aranha - Maria Helena Pires Martins, Editora:Moderna Editora

 

 

 

- História da Filosofia Moderna, De Nicolau de Cusa a Galileu Galilei - Editora: Rocco