A revista Analytica tem por política editorial publicar unicamente artigos e resenhas inéditos que satisfaçam a um elevado padrão de qualidade e rigor. O nome da revista não significa nenhuma opção doutrinal ou temática, embora reflita uma compreensão da filosofia como uma forma de discurso baseada na preocupação de argumentar e tornar claros os conceitos. Acreditamos que se pode afirmar, sem prejulgar nem antecipar qualquer posição filosófica particular, que o pensamento filosófico é, ou pelo menos envolve, a análise conceitual e a argumentação. Não é por outra razão que as palavras “análise” e “analítica” estão ligadas às mais diversas concepções de filosofia. Dos Analíticos de Aristóteles à Analítica Transcendental kantiana, da análise intencional praticada por Husserl à Analítica Existencial praticada por Heidegger, para não falar da corrente filosófica contemporânea que se autodenomina analítica, a preocupação em desvelar e avaliar os pressupostos conceituais de nossos discursos teóricos e práticos parece ser uma meta comum a todas as orientações filosóficas. Naturalmente, cada qual procura alcançá-la à sua maneira, mas sempre, em todo caso, argumentativamente, isto é, de tal sorte que a discussão e o diálogo entre os filósofos sejam possíveis. É sob a égide desse espírito do entendimento filosófico por meio da discussão argumentada que a Analytica é publicada.

Acesse http://www.analytica.inf.br/